PT  /  EN

Web Summit Lisboa 2019: o maior evento de tecnologia da Europa também valoriza o lado humano

O terceiro e o quarto dia do Web Summit Lisboa 2019 trouxeram muito conteúdo relevante e algumas reflexões que vão além das temáticas de tecnologia e inovação.

Notícias

De tecnologia e inovação à experiência do consumidor e relações humanas, diversidade de temas é a premissa do Web Summit Lisboa

 

O terceiro e o quarto dia do Web Summit Lisboa 2019 trouxeram muito conteúdo relevante e algumas reflexões que vão além das temáticas de tecnologia e inovação.

O Web Summit tem a proposta de ser o maior evento de inovação e tecnologia da Europa, mas, quando chegamos aqui observamos uma preocupação com a sociedade e com o que estamos vivendo agora. Existe também o debate sobre a transição para uma cultura mais compartilhada e de co-criação, onde a tecnologia tem um papel fundamental”, explicou Fábio Sayeg, CEO da ZOLY que participou da conferência.

Além de Sayeg, quem também esteve presente no evento foi o CSO da ZOLY, Danilo Fernandes e a Head de UX, Carolina Leslie.

Confira a seguir os principais insights que a equipe da ZOLY apurou nos dois últimos dias do Web Summit Lisboa.

 

A fórmula da experiência do cliente

As discussões sobre as relações humanas, entre elas a interação entre as empresas e seus clientes foram um dos destaques do evento. Direcionada a esse tema, Alicia Tillman, CMO da SAP, explicou que as organizações precisam ter a iniciativa de construir um negócio orientado aos feelings do seu público-alvo.

Nessa tarefa de conquistar o cliente, os dados são excelentes aliados, porém, para que eles cumpram bem o seu papel, as informações devem ser traduzidas em ações com o intuito de gerar uma melhor experiência para os consumidores e prever seus desejos.

Para Alicia, o principal é o propósito. Não importa o quão pequena ou grande uma empresa seja, o que vale é o seu propósito para fazer algo grande. Todas as organizações precisam demonstrar paixão por aquilo que entregam e ir além dos produtos e serviços que oferecem.

Quando você se torna um cliente da SAP, você começa a fazer parte de uma comunidade que tem usado a tecnologia para mudar o mundo“, destacou a CMO da empresa.

 

Personalização é o primeiro passo para o sucesso

Katia Bassi, Chief Marketing & Communication Officer da Lamborghini, mostrou como essa marca de luxo está oferecendo experiências extremamente personalizadas e impactando os consumidores com eficiência.

Uma das ações mencionadas por ela é a utilização da Realidade Virtual para auxiliar no processo de customização dos carros. Essa iniciativa está atraindo o público jovem que quer se sentir único, tanto é que, 32% das vendas dos super carros são realizadas para pessoas com menos de 40 anos.

Empenhada em atrair um público novo para os seus carros, a Lamburghini prefere não investir em tanta propaganda e priorizar a experiência. Quem também opta por focar seus investimentos em ações criativas e apoiadas sempre pelo digital, ao invés de campanhas massivas, é o Burguer King.

De acordo com Fernando Machado, CMO da empresa, o briefing para as campanhas é baseado em inovação e criatividade e não se rende a certas limitações das plataformas digitais.

Painel do qual participou Fernando Machado do Burguer Kinkg, sobre o maketing das grandes marcas

 

GDPR não é a solução, mas é um começo para a mudança

Além da experiência do cliente, outro tópico bastante debatido durante os quatro dias do evento foi a GDPR. A lei apareceu como uma tentativa de amenizar o problema da utilização dos dados pessoais das pessoas sem o consentimento das mesmas. Mas essa é apenas uma das ações para proteger o consumidor, muita coisa ainda precisa ser feita como foi mostrado em algumas palestras no Web Summit Lisboa 2019.

A ex-diretora de Desenvolvimento de Negócios da Cambridge Analytica, Brittany Kaiser e responsável pela denuncia das más práticas da empresa, afirmou que os dados dos consumidores ainda correm perigo e que, muitas empresas ainda usam essas informações sem pedir licença, inclusive, para publicidades de viés político.

Brittany Kaiser acredita que a GDPR é só o começo para uma mudança de mindset

Entre as soluções apontadas por Brittany para sanar esse problema estão: lutar contra desinformação, regulamentar uma legislação verdadeiramente eficiente e utilizar a tecnologia a favor da proteção dos dados pessoais, ao invés, de tentar burlar as regras com ela.

Ainda relacionado à questão de proteção de dados pessoais, aconteceu um debate sobre o fato dos dados se transformarem em uma comódite mais valiosa que o petróleo e a dificuldade de ter privacidade hoje em dia. Dessa discussão participaram: David Chaum – CEO na Elixxir, Joseph Menn – Jornalista de Tecnologia da Reuters e Brittany Kaiser, ex-funcionário da Cambridge Analytica e Co-Fundadora da Digital Association.

Uma das reflexões importantes desse painel foi: podemos ter todas as leis, mas se elas não possuírem uma infraestrutura de reforço, não vão funcionar. A GDPR é boa para criar awareness, mas será que muda a forma de agir e a visão das empresas?

 

Desigualdade de gêneros: uma discussão atual

Algumas apresentações no Web Summit Lisboa trouxeram temas sociais à pauta do evento. O debate “Como superar a lacuna da desigualdade de gêneros?”, retomou uma discussão que já é antiga, mas ainda continua sendo necessária.

Apesar da evolução humana, do progresso com as tecnologias e de o mundo estar mais open-minded, as mulheres ainda ganham menos que os homens e ocupam uma quantidade menor de cargos de liderança.

Três mulheres influentes discutiram como elas enxergam essa situação e o que precisa ser feito para mudá-la de vez. Uma delas foi Michele Fang, Vice President e Chief Legal Officer da Turo que indicou: “Use seu poder de compra para influenciar o mercado em que você está”.

 

O futuro da relação entre homem e máquina

Painel que discutiu se os robôs devem ter direitos legais

A interação humana com os robôs também foi um assunto comentado em alguns debates. Painéis como “Robôs devem ter direitos” e “Sex Robots” discutiram o futuro da relação entre homem e máquina. Alguns dos tópicos abordados foram:

  • Como definir o que é consciência e se as máquinas têm mesmo uma?
  • É conveniente ter robôs sexuais que pareçam humanos?
  • A criação de sex robots crianças poderia diminuir as chances de um pedófilo atacar uma criança na vida real?

Embora esses temas ainda não façam parte da nossa realidade, eles promovem reflexões importantes sobre como vamos lidar com a tecnologia daqui pra frente.

 

Como vimos, o Web Summit Lisboa 2019 abordou assuntos variados, tratando com a mesma importância temas que vão desde tecnologia e inovação até experiência do cliente e questões sociais.

É importante mostrar esse equilíbrio entre tecnologia e o lado humano. Nós nos identificamos muito com esse pensamento porque esse é o modelo ZOLY de ser. Trabalhamos de maneira equilibrada com as nossas áreas de customer experience e ux para ter um entendimento qualitativo da experiência dos clientes e alinhamos essas percepções com a nossa área de dados, de tecnologia e de marketing de performance”, finalizou Sayeg, CEO da ZOLY.

 

Dica: quer ficar por dentro de tudo que aconteceu nos primeiros dias do Web Summit Lisboa 2019? Veja aqui a cobertura dos dois primeiros dias do evento. 

  • @agenciazoly
  • /in/zoly
  • contato@zoly.com.br
  • Trabalhe na Zoly

    Estamos sempre à procura dos mais talentosos designers, engenheiros, administradores, publicitários... Conheça as oportunidades de trabalhar aqui.

    Veja mais

Mensagem enviada com sucesso.

Enviando...