Notícias

Sua empresa é mesmo inclusiva?

Por: Zoly
COMPARTILHE

Responda essa pergunta: pra sua marca inclusão é um ideal distante ou você vê essa ação acontecendo na prática?

O fato é que muito se fala em incluir pessoas, mas nem sempre essas intenções se tornam realidade. Esse é um gap que as companhias precisam se empenhar para resolver, afinal, empresas inclusivas possuem quase três vezes mais chances de terem colaboradores mais felizes no ambiente de trabalho, é o que constatou o estudo do Boston Consulting Group (BCG).

Cenário da inclusão no Brasil

Você sabia que o nosso país tem um número alto de pessoas que sofrem bullying no mundo corporativo? Pois é, segundo a Kantar Inclusion Index, 41% dos brasileiros afirmaram já ter passado por situações desconfortáveis e 25% relatam que foram assediados ou intimidados.

O estudo também constatou que 67% dos funcionários não reportam esses atos negativos para seus líderes, nem para a área de recursos humanos, porque não se sentem confortáveis para o fazer.

Além disso, 34% dos colaboradores alegaram que têm dificuldades para evoluir na carreira por questões relacionadas ao gênero, orientação sexual, idade e etnia.

Falando em etnia, a pesquisa “Diversity Matters”, realizada pela McKinsey, ressaltou que, apenas 21% dos brasileiros declaram que a companhia para a qual trabalham tem um alto índice de diversidade étnico-racial.

Menos blá e mais ação

É fato que o cenário no Brasil precisa se transformar, e as empresas com suas áreas de People e líderes inclusivos precisam começar a agir mais rápido.

Está na hora de mudar as atitudes e não só o discurso, virando a chave da cultura organizacional. Aqui vão algumas dicas:

  • Comece apurando os dados, faça uma pesquisa interna para ter uma visão geral do perfil e da diversidade dos seus colaboradores;
  • Repense o processo admissional da sua empresa, avalie o grau de inclusão;
  • Atenção: não basta contratar indivíduos que pertencem a grupos minoritários, é preciso empoderá-los;
  • Repreenda ações indevidas como bullying e comentários desagradáveis;
  • Tenha um canal de escuta externo para que seus colaboradores se sintam confortáveis em reportar más práticas, sem medo da liderança ou mesmo do próprio RH;
  • Promova ações para conscientizar todos os funcionários, desde jovens aprendizes até o alto escalão da empresa, sobre a importância de ter um ambiente respeitoso e inclusivo. Quebre os tabus internos!

E por falar em ações…

Voltamos à pergunta inicial: o que a minha empresa faz na prática para promover a inclusão e a diversidade ou essas são só ideologias que ficam no papel?

Aqui na Zoly, a inclusão e a diversidade começam no processo seletivo e vão além. Dá uma olhada em algumas das nossas ações:

Contém Diversidade

Esse é o nosso Comitê de Diversidade e Inclusão,
um grupo formado por pessoas diferentes que
possuem autonomia para agir. O nosso comitê
é um canal aberto pelo qual todos os Zolers
podem dar sugestões, tanto de melhorias focadas
em inclusão e diversidade, como também sugerir
o debate de temas do gênero.

Programa Jovem Aprendiz

Nosso objetivo é treinar e desenvolver os profissionais do futuro, dando oportunidade para que eles conquistem seu primeiro emprego no mercado de trabalho e preparando-os para os próximos desafios.

A Mariana Diniz é uma das nossas Jovens Aprendizes. Ela trabalha na nossa área de People Experience.

“No programa Jovem Aprendiz, tive a oportunidade de viver novas experiências e me integrar ao mercado. Trabalho em um time acolhedor, liderado por mulheres que fazem acontecer e que estão sempre dispostas a me ensinar”

Mariana Diniz

Programa 50 +

A principal meta desse programa é recolocar no mercado profissionais mais experientes, mas que muitas vezes são desconsiderados pelo preconceito com a idade.

A Luzinete Andrade, da nossa área Comercial, faz parte desse clã e nos deu um feedback que nos encheu de orgulho:

“É um prazer retornar ao mercado de trabalho, poder somar com minha esperiência profissional e continuar aprendendo com um time jovem e tão integrado”

Luzinete Andrade, Comercial

Esperamos que esse post tenha te inspirado a tornar a sua marca mais inclusiva e diversa. Com essa atitude você não vai fazer um bem apenas para os seus colaboradores, mas também para o seu negócio.

    • Receba nosso conteúdo em primeira mão.